Tamanho do texto

Produção industrial da zona do euro supera previsões em agosto

BRUXELAS (Reuters) - A produção industrial da zona do euro foi mais forte que o esperado em agosto e os números de julho foram revisados para cima, algo positivo para o crescimento econômico do terceiro trimestre.

A agência de estatíticas Eurostat informou nesta quarta-feira que a produção industrial nos 16 países que usam o euro cresceu 1 por cento em agosto sobre o mês anterior, e 7,9 por cento sobre agosto do ano passado.

Economistas consultados pela Reuters esperavam uma alta de 0,8 por cento no mês, e de 7,5 por cento na comparação anual.

A Eurostat também revisou a produção de julho de estável para expansão de 0,1 por cento em termos mensais, e de 7,1 para 7,2 por cento em termos anuais.

A produção industrial representou menos de 17 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro no segundo trimestre, mas, por causa de seus efeitos sobre outros setores, ela ainda é uma boa medida para estimar o crescimento econômico.

Dados da Eurostat mostraram que o acréscimo mensal na produção foi liderado pela produção de bens de capital, que subiu 3 por cento. A produção de bens de consumo duráveis subiu 1,8 por cento, o que indica uma disposição maior dos consumidores para gastar.

(Reportagem de Jan Strupczewski)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.