Tamanho do texto

A produção industrial em outubro de 2009 avançou 2,2% frente ao mês anterior, na série livre de influências sazonais. Nos confrontos com iguais períodos do ano passado, os índices permaneceram negativos: -3,2%, frente a outubro de 2008, e -10,7%, no acumulado janeiro-outubro. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O instituto apontou ainda que o acumulado nos últimos doze meses registrou -10,6% manteve a trajetória descendente, mas com menor ritmo frente aos meses anteriores.

Segundo o levantamento, com o avanço de 2,2% observado no total da indústria entre setembro e outubro, o patamar de produção do setor ficou 5,7% abaixo do nível recorde atingido em setembro de 2008. Esse aumento no ritmo de atividade em outubro foi disseminado entre os setores industriais, atingindo 21 dos 27 ramos pesquisados.

Entre estes, o desempenho de maior importância para o resultado global veio de veículos automotores (11,2%), que após o forte ajuste na produção no final do ano passado, acumula ganho de 107,1% frente a dezembro de 2008.

Entre as categorias de uso, ainda na comparação mês/mês anterior, os setores de bens de capital e de bens de consumo duráveis, ambos com taxas de 5,9%, sustentaram forte expansão na passagem de setembro para outubro, seguidos por bens de consumo semi e não duráveis (1,3%) e bens intermediários (1,2%), que cresceram abaixo da média global (2,2%). Nessa comparação, vale destacar o comportamento de bens de capital, que há dois meses avança em ritmo superior ao incremento médio de 2,8% observado de abril a outubro.

Leia mais sobre: produção industrial

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas