Tamanho do texto

O setor financeiro foi o que mais apresentou irregularidades em relação às novas regras do tele atendimento ao consumidor, de acordo com a Fundação Procon-SP. Bancos, operadoras de cartão de crédito e financeiras lideram 7 dos 12 problemas levantados.

Entre eles, a exigência de informações prévias antes do contato com o cliente, a falta das opções de atendimento, reclamação e cancelamento no primeiro nível do menu e a demora além do tempo limite determinado pela nova lei. O Procon monitorou 68 empresas nos três primeiros dias de entrada em vigor das novas regras.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.