Tamanho do texto

Os preços do petróleo estão perfeitos, motivo pelo qual a Opep não deve modificar suas cotas de produção em sua próxima reunião que acontecerá no dia 22 de dezembro, em Luanda, Angola. A informação foi dada, neste sábado, por representantes da organização que participam de uma conferência no Cairo.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237575360869&_c_=MiGComponente_C

"As reservas estão caindo. O preço (do barril de petróleo) está perfeito. Todo o mundo - investidores, consumidores, produtores - está satisfeito", afirma o ministro saudita de Petróleo, Ali al Naimi, cujo país é o principal produtor da Opep.

"Tudo está bem, não temos que refletir demais", acrescenta Naimi, sugerindo que a decisão de manter as cotas de produção será facilmente adotada em Luanda, onde a organização realiza sua próxima reunião ministerial.

"Nenhum aumento da produção" está sendo contemplado, e "todos estão de acordo com isto", diz o ministro kuwaitiano de Petróleo, xeque Ahmad Abdalah al-Sabah.

Outros representantes da Opep expressaram posições semelhantes.

Em 1º de janeiro de 2009, a Opep - responsável por 40% da produção mundial de petróleo - fixou sua produção em 24,84 milhões de barris diários.

Leia mais sobre: petróleo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas