Tamanho do texto

Papandreou havia sugerido renunciar para permitir a criação de um Governo de união nacional com o partido de oposição

Manifestantes ocupam o centro de Atenas
AFP
Manifestantes ocupam o centro de Atenas
O primeiro-ministro socialista grego, George Papandreou, anunciou nesta quarta-feira que remodelará na quinta-feira o Executivo e em seguida pedirá um voto de confiança ao Parlamento, após fracassarem as negociações com a oposição para formar um governo de união nacional.

Em mensagem divulgada pela emissora de televisão nacional grega, Papandreou declarou: "Amanhã, quinta-feira, formarei um novo governo e pedirei um voto de confiança no Parlamento".

Mais cedo, Papandreou dissera estar disposto a renunciar se esta atitude permitir a criação de um Governo de união nacional com o partido opositor Nova Democracia (ND), que exige sua saída do poder.

Nas várias conversas por telefone que Papandreou teve nesta quarta-feira com o líder do ND, Antonis Samaras, o próprio primeiro-ministro sugeriu a renúncia para ser substituído por "alguém de comum acordo", informaram à Agência Efe em Atenas fontes ligadas ao chefe do Executivo.

Essas declarações foram feitas depois de Samarás afirmar à imprensa grega que, em um Governo de coalizão, "Papandreou não poderia ser o primeiro-ministro".

Protestos

A notícia foi dada em meio às manifestações que atingiram o centro de Atenas nesta quarta-feira contra as medidas de austeridade do governo. Além disso, os serviços públicos, incluindo as escolas, da Grécia estão paralisados por uma greve de 24 horas convocada pelos dois maiores sindicatos do país.

Os protestos são contra um pacote de austeridade de 28 bilhões de euros, de cinco anos, que o Parlamento da Grécia começou a debater hoje. O plano é destinado a solucionar os problemas nas finanças públicas do país - uma promessa do governo aos parceiros europeus e ao Fundo Monetário Internacional (FMI), que concederam ao país um resgate financeiro em maio do ano passado .

*Com EFE e AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.