Tamanho do texto

Após 25 anos no mercado financeiro, Fábio Barbosa muda de área e fará parte também do conselho editorial da empresa

O executivo Fábio Barbosa deixará a presidência do conselho de administração do banco Santander Brasil no dia 22 de setembro, para assumir a presidência executiva da Abril S/A. Para ocupar seu cargo, será indicado Celso Clemente Giacometti, membro independente do Conselho de Administração e do Comitê de Auditoria do banco – sua eleição está sujeita a aprovações societárias. O diretor presidente do Santander, Marcial Portela, acumulará interinamente o cargo de presidente do conselho de administração.

Barbosa passou a integrar o quadro do Santander em 2007, após o grupo espanhol comprar o Banco Real – o executivo era presidente do Real desde novembro de 1998. Em julho de 2008, tornou-se presidente executivo do Grupo Santander Brasil. Naquele ano, o Santander fecharia o balanço com queda de 14% nos lucros. A partir daí, o banco acumulou resultados positivos – o lucro líquido teve alta de 41% em 2009 e de 34% em 2010.

Em fevereiro deste ano, deixou o cargo – assumido por Marcial Portela – e passou para a presidência do conselho de administração do banco. A instituição financeira fechou o primeiro semestre deste ano com resultados positivos. Teve lucro líquido de R$ 4,15 bilhões, resultado 17,7% superior ao primeiro semestre do ano passado.

Entre 2007 e janeiro de 2011, Barbosa foi presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febrabam). O executivo é também membro do conselho de administração da Petrobras, membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República do Brasil e do Instituto Empreender Endeavor (ONG que estimula o empreendedorismo).

Após 25 anos no mercado financeiro, ele diz estar motivado para iniciar uma trajetória em outra área. “Atuar em uma indústria totalmente diferente, como o mercado editorial, é um novo desafio, que me dá grande motivação”, afirma o executivo, através de nota enviada à imprensa. “Embora o desafio seja novo, os valores e convicções que vão orientar o trabalho serão os mesmos”, finaliza. Barbosa também fará parte do Conselho Editorial da editora Abril.