Tamanho do texto

Deven Sharma será substituído no final do ano, segundo o Financial Times. Agência rebaixou a nota de crédito americana no início do mês

O presidente da agência de classificação de riscos Standard & Poor's (S&P), Deven Sharma, deixará o cargo e será substituído por Douglas Peterson, chefe de operações do Citibank, revela nesta terça-feira o jornal britânico "Financial Times" ("FT").

Sharma, que ocupa a presidência da S&P desde 2007, continuará como assessor da companhia McGraw-Hill, a matriz do grupo, durante quatro meses e deixará a empresa no final do ano, detalha o jornal.

Douglas Peterson, atual chefe de operações do Citibank, a unidade bancária do Citigroup, será o novo presidente da agência de classificação de risco.

O anúncio ocorre menos de três semanas após a S&P rebaixar pela primeira vez a nota da dívida soberana dos Estados Unidos, de AAA para AA+, o que provocou grande volatilidade nos mercados financeiros mundiais.

De acordo com fontes do "FT", a saída de Sharma não está relacionada ao rebaixamento dessa qualificação nem ao fato de que o Departamento de Justiça dos EUA estar atualmente investigando o papel dele na avaliação da segurança das hipotecas subprime.

A diretoria da McGraw-Hill tomou a decisão de substituir Sharma em reunião realizada nesta segunda-feira, onde também foi debatida uma revisão das estratégias da companhia. As mesmas fontes indicam ainda que o grupo está há seis meses buscando um substituto para o ainda presidente.