Tamanho do texto

Uma semana após anunciar que investirá US$ 1 bi no Brasil para dobrar de tamanho em cinco anos, Siemens anuncia aquisição estratégica

A Siemens deu um passo para crescer na área de medidores inteligentes no Brasil com a compra da mineira Senergy, que fabrica softwares que coletam informações de medidores e apontam soluções para corrigir casos de desperdício de energia. A gigante alemã, que oferece uma variada gama na área de smart grid (sistemas inteligentes de distribuição de gás, eletricidade e água), pretende usar a capacidade de inovação da Senergy em escala global.

Leia:  Siemens busca startups brasileiras para investir até US$ 1 milhão

Parte do grupo Nansen, a Senergy tem 100 funcionários e, a exemplo de outro braço do grupo, a Chemtech, que atua na área de óleo e gás, é uma companhia de “cérebros”. “Embora a empresa tenha uma carteira de clientes interessante e um faturamento relevante, a compra foi decidida pela capacidade de inovação em um produto que terá mercado no Brasil nos próximos anos”, explica Guilherme Mendonça, diretor da divisão de smart grid da Siemens no Brasil.

Veja ainda:  Siemens vai investir US$ 1 bilhão no Brasil nos próximos 5 anos

O faturamento da Senergy, segundo fontes de mercado, está próximo de R$ 50 milhões por ano. As duas empresas não revelam o valor da aquisição, que foi negociada ao longo dos últimos 12 meses. O objetivo do grupo alemão é incorporar a Senergy à sua estrutura dentro de aproximadamente um ano. As informações são do jornal "O Estado de S.Paulo".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.