Tamanho do texto

SÃO PAULO - O prefeito do Rio, Eduardo Paes, reforçou nesta madrugada a recomendação de que os moradores de áreas de risco deixem o local o quanto antes. "Toda área de encosta está sendo considerada pelo município como potencial área de risco de deslizamento", conforme nota na página da prefeitura.

SÃO PAULO - O prefeito do Rio, Eduardo Paes, reforçou nesta madrugada a recomendação de que os moradores de áreas de risco deixem o local o quanto antes. "Toda área de encosta está sendo considerada pelo município como potencial área de risco de deslizamento", conforme nota na página da prefeitura. Hoje é feriado escolar municipal. Paes pediu que as escolas particulares também dispensem os alunos. O último balanço sobre os efeitos da chuva no Rio, realizado às 4 horas desta manhã, mostrou que as principais vias da cidade do Rio estavam liberadas, como Praça da Bandeira, Avenida Brasil e Francisco Bicalho. A Lagoa Rodrigo de Freitas continua com restrições. A prefeitura comunicou que já estão sendo realizadas obras emergenciais para minimizar os transtornos em decorrência da chuva. A CET-Rio informou há pouco que permanecem interditadas a estrada Grajaú-Jacarepaguá, a avenida Borges de Medeiros, a avenida Epitácio Pessoa, a avenida Niemeyer, Grota Funda e Alto da Boa Vista. Está prevista para hoje uma reunião de Paes com representantes do governo federal para avaliar a disponibilidade de recursos para obras de contenção de encostas e drenagem, por exemplo. O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, pretende se encontrar com os prefeitos de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Tanguá, municípios da região metropolitana, para avaliar os estragos causados pelas chuvas. O ministro da Integração Nacional, João Santana, deve participar da conversa. (Juliana Cardoso | Valor, com Agência Brasil)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.