Tamanho do texto

Greg Smith, executivo que pediu demissão da instituição financeira, afirmou que diretores tratavam clientes como fantoches

 O prefeito de Nova York Michael Bloomberg classificou como “ridícula” a atenção dada à carta de demissão do banqueiro do Goldman Sachs publicada no jornal americano "The New York Times".

Em sua participação semanal em programa da rádio WOR, Bloomberg contou ter visitado o gigante financeiro de Wall Street para expressar seu apoio.

Executivo critica Goldman Sachs em carta de demissão

Na edição da última terça-feira do "The New York Times", Greg Smith, executivo demissionário do Goldman Sachs, escreveu que diretores do banco tratam clientes como “muppets” (fantoches) e que colocam os lucros da empresa em primeiro lugar.

Bloomberg afirmou que as pessoas devem levar em conta que a maior parte dos correntistas é composta por grandes corporações e outras instituições financeiras.

O prefeito de Nova York defendeu sua atitude dizendo que faz parte de seu trabalho apoiar empresas que pagam impostos e empregam seus moradores. Bloomberg também começou sua carreira em Wall Street.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.