Tamanho do texto

Índice de Preços ao Produtor (IPP) acumula queda de 4,5% no acumulado do ano

selo

Os preços de alimentos recuaram 1,5% em junho, de acordo com o Índice de Preços ao Produtor (IPP), divulgado hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No acumulado do ano, a queda foi de 4,53%, mas, na comparação com junho de 2010, ainda há um aumento de 16,16% nos alimentos.

Dos 43 produtos selecionados para representar a atividade alimentos no IPP, 13 aparecem com destaque em termos de variação ou impacto. O produto Tortas, bagaços, farelos e outros resíduos da extração do óleo de soja apresentou uma forte participação em junho, onde só não obteve destaque em sua variação contra junho de 2010.

Coincidindo com o período de safra da cana, os açúcares (cristal, refinado e demerara) aparecem em destaque, tanto em termos de variação negativa na comparação com maio (demerara e cristal), quanto em termos de influência, também negativa, no mensal (todos os três tipos de açúcar) e no acumulado de 2011 (cristal e refinado). No acumulado em 12 meses, o açúcar cristal aparece como influência positiva.

Em termos de variação acumulada no ano, o café (especialmente o torrado) apresentou variações positivas, mas não suficientes para contrabalançar as quedas do setor.

O IBGE informou hoje que o IPP caiu 0,66% em junho de 2011, na comparação com maio. A taxa de maio foi revisada de -0,55% para -0,46%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.