Tamanho do texto

SÃO PAULO - Após três pregões consecutivos de queda das cotações, o barril de petróleo voltou a subir nesta jornada, pressionado pela interdição temporária do oleoduto BTC (Baku-Tbilisi-Ceyhan), que leva petróleo do Azerbaijão para o Mediterrâneo. O duto pode ficar por mais de duas semanas parado para reparos.

O contrato de WTI negociado para o próximo mês em Nova York fechou com alta de US$ 1,44, para US$ 120,02. O vencimento para outubro encerrou a US$ 119,78, com elevação de US$ 1,34. Em Londres o barril de Brent para setembro avançou US$ 0,86, para US$ 117,86. O vencimento apara o mês seguinte fechou a US$ 118,74, com valorização de de US$ 0,64 em relação ao último pregão.

O oleoduto BTC, que distribui a produção da região do Azerbaijão a portos do Mar Mediterrâneo, transporta quantidade significativa de óleo cru, cerca de 850 mil barris a 1 milhão de barris por dia. As preocupações com a oferta do produto acabaram justificando a apreciação do barril hoje, cujos preços chegaram a baixar cerca de 5% só nesta semana.

O oleoduto teve de ser interditado devido a danos causados por um incêndio ocorrido no dia 5 e deve ficar parado para reparos por no mínimo duas semanas, podendo levar cinco semanas para que volte a operar normalmente, segundo informações de agências noticiosas. O trecho afetado, na Turquia, pode ter sido alvo de curdos rebeldes que vivem no sul do país.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.