Tamanho do texto

Indicadores confirmam perspectiva de que a queda dos precos na quadrissemana anterior n?o representa tendencia, diz IEA

selo

O Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pelo Produtor Rural Paulista (IqPR) teve alta de 3,64% na primeira quadrissemana de maio, em relação ao mesmo período do mês anterior. O índice para produtos de origem vegetal (IqPR-V) no período fechou com variação positiva de 5,82%, enquanto o índice para produtos de origem animal (IqPR-A) apresentou queda de 1,77%, conforme levantamento do Instituto de Economia Agrícola (IEA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo.

Segundo comunicado do IEA, esses indicadores confirmam a perspectiva de que a queda dos preços na quadrissemana anterior não havia se manifestado como tendência, em virtude do aumento da cotação da cana-de-açúcar. Isso decorre do reposicionamento dos preços da matéria-prima sucroalcooleira na entrada da nova safra, uma vez que na entressafra os preços do açúcar e, principalmente, do álcool anidro e hidratado tiveram reajustes expressivos.

Quando a cana é excluída do cálculo do índice, em virtude da sua importância na ponderação dos produtos, o IqPR e o IqPR-V têm quedas expressivas e registram variações negativas de 3,67% e 5,48%, respectivamente. Contribuíram para esta inversão dos índices as quedas de preços para produtos como soja, milho, laranja, tomate, arroz e as carnes (bovina, suína e de frango).

Os produtos do IqPR que registraram maiores altas na primeira quadrissemana de maio, em comparação com o mesmo período do mês anterior foram: banana nanica (19,89%), cana-de-açúcar (14,11%), amendoim (7,18%), trigo (5,48%) e leite C (5,21%). Já os produtos que apresentaram as maiores quedas de preços no período foram: a laranja para mesa (23,39%), tomate para mesa (14,69%), carne de frango (10,31%), milho (5,08%), soja (4,94%) e laranja para indústria (4,49%).

Na primeira quadrissemana de maio, 9 produtos apresentaram alta de preços (6 de origem vegetal e 3 de origem animal) e 9 apresentaram queda (6 de origem vegetal e 3 de origem animal).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.