Tamanho do texto

As ações ON da Positivo, fabricante de microcomputadores, operam em alta acentuada nesta sessão, impulsionadas por rumores de que a companhia estaria à venda. Tais rumores já circularam anteriormente nas mesas de operação, porém ganharam força hoje.

Há pouco, os papéis disparavam 15%, com 514 negócios, e entraram em leilão. No mesmo horário, o Ibovespa caía 1,34%. Convém destacar que, no ano, a perda acumulada pelas ações da Positivo supera 80%.

Segundo reportagem publicada pouco antes do meio-dia no portal Exame, a Positivo teria contratado o UBS para tocar a operação e gigantes internacionais do setor, como Dell e HP, teriam sondado a brasileira. Um analista consultado pela Agência Estado não descarta a possibilidade da venda, mas lembra que o estatuto da companhia contém uma "poison pill", que é uma cláusula que dificulta a mudança de controle. "Caso haja um interessado na empresa, ele terá que pagar caro, por causa das restrições do estatuto."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.