Tamanho do texto

Acordo concluído hoje prevê uma redução do déficit orçamentário do governo a 3% do PIB até 2013

selo

O primeiro-ministro interino de Portugal, José Sócrates, anunciou nesta terça-feira que o país receberá um pacote de ajuda financeira de 78 bilhões de euros (R$ 184,1 bilhões) por três anos da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional (FMI). Em pronunciamento transmitido pela televisão, Sócrates disse que o acordo concluído nesta terça-feira prevê uma redução do déficit orçamentário do governo a 3% do PIB até 2013.

O acordo "é bom para Portugal", disse o primeiro-ministro, por não incluir medidas polêmicas como a privatização da Seguridade Social, o rebaixamento do salário mínimo ou a eliminação do 13º e do 14º salários. Novas demissões no funcionalismo público também não estão previstas no acordo.

Segundo José Sócrates, o acordo agora precisa ser aprovado pelos partidos de oposição, o que deve acontecer amanhã. Os detalhes do acordo serão divulgados pelo FMI e pela União Europeia numa entrevista coletiva em Lisboa, amanhã ou na quinta-feira. As informações são da Dow Jones.