Tamanho do texto

BRASÍLIA - A cobrança de impostos no Porto de Santos bateu o recorde mensal de R$ 1,007 bilhão em julho, superando a última melhor marca de R$ 931 milhões, de maio deste ano. A aceleração das importações e a adoção de novas tecnologias no combate a fraudes como subfaturamento são os motivos dados pela Super Receita para o bom desempenho arrecadatório no maior porto do país.

O fisco ressalta que a receita recorde engloba todos os tributos incidentes sobre importações (como Imposto sobre Importação, Imposto sobre Produtos Industrializados, PIS/Cofins), mais multas aplicadas quando fraudes são descobertas.

A Alfândega santista prefere destacar o aumento da eficiência e eficácia do trabalho de fiscalização no porto, com a gradativa implantação de novas tecnologias que ajudam no combate às tentativas de sonegação por falsas declarações de conteúdo de importadores.

Há cerca de oito anos o fisco vem investindo em práticas modernas e novas máquinas, que ajudam a identificar até mesmo antes do desembarque, o que chega ao país em importações por navios.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.