Tamanho do texto

A Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra Administração Pública da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso cumpriu ontem 30 mandados de prisão temporária e 49 mandados de busca e apreensão em 27 empresas e escritórios comerciais, na operação Mala Preta. Todas são suspeitas de fraudes na emissão de notas fiscais eletrônicas referentes a operações de venda de milho e soja entre Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais e São Paulo.

As notas fiscais estariam sendo comercializadas, em média, por 5% do valor total da mercadoria. Várias empresas estão em nome de "laranjas".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.