Tamanho do texto

SÃO PAULO - A American Express (AmEx) eliminará quase 10% de sua equipe internacional, ou 7 mil empregos, como parte de um esforço para redução de custos, que deve gerar uma economia de cerca de US$ 1,8 bilhão no próximo ano. A empresa também definiu a suspensão de aumento salarial em nível administrativo para 2009 e congelou a contratação de pessoal.

Além da redução em sua força de trabalho, a AmEx cortará despesas, como gastos com consultoria e outros serviços, viagem e entretenimento. Pretende ainda diminuir gastos com desenvolvimento de negócios e rever custos associados com alguns programas de recompensas.

"O programa de reorganização anunciado hoje nos ajudará a trabalhar em um dos ambientes econômicos mais desafiadores em muitas décadas", sustentou o executivo-chefe da AmEx, Kenneth I. Chenault.

As informações constam de nota na página eletrônica da AmEx.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.