Tamanho do texto

O Plano Nacional de Banda Larga, lançado hoje pelo governo, terá neste ano apenas um projeto-piloto, com cobertura de 100 cidades, entre elas Brasília e outras 15 capitais de Estados. Ainda não foram decididos os municípios que serão atendidos nesta primeira fase, o que deverá ocorrer nas reuniões do Fórum Brasil Digital, que será formado na primeira semana de junho, com representantes do setor público, empresas e sociedade civil.

O Plano Nacional de Banda Larga, lançado hoje pelo governo, terá neste ano apenas um projeto-piloto, com cobertura de 100 cidades, entre elas Brasília e outras 15 capitais de Estados. Ainda não foram decididos os municípios que serão atendidos nesta primeira fase, o que deverá ocorrer nas reuniões do Fórum Brasil Digital, que será formado na primeira semana de junho, com representantes do setor público, empresas e sociedade civil.

Até 2014, a meta de cobertura é chegar a praticamente todas as capitais dos Estados, com exceção de Boa Vista (RR). Não foi previsto o número de cidades que terão o serviço daqui a cinco anos.

Para montar a rede que será administrada pela Telebrás, serão usadas fibras ópticas de empresas estatais, como Eletronet, Eletrobras e Petrobras. Neste ano, a rede terá extensão de 11,3 mil quilômetros, utilizando os chamados anéis do Sudeste e Nordeste. Até 2014, a rede chegará a 30 mil quilômetros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.