Tamanho do texto

País sofre com crescimento das exportações e mergulho da demanda doméstica

selo

O crescimento econômico da Espanha desacelerou no segundo trimestre, quando a quarta maior economia da zona do euro sofreu os efeitos da diminuição do crescimento das exportações e do mergulho da demanda doméstica. Os economistas alertaram que haverá mais enfraquecimento à frente.

Os dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE) mostraram que o Produto Interno Bruto (PIB) da Espanha cresceu 0,2% no trimestre e 0,7% no ano. O INE também revisou para cima suas estimativas de crescimento do primeiro trimestre em 0,1 ponto porcentual, para 0,4% no trimestre e 0,9% no ano.

Os números do segundo trimestre ficaram em linha com uma leitura preliminar feita pelo INE neste mês e indicam que o crescimento econômico da Espanha precisa se acelerar de novo no segundo semestre para atingir a meta do governo, de uma expansão de 1,3% em 2011. As informações são da Dow Jones.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.