Tamanho do texto

Índice se expandiu em ritmo mais lento desde o primeiro trimestre de 2009

O Produto Interno Bruto (PIB) da China cresceu 8,1% no primeiro trimestre na comparação como o mesmo período do ano anterior, expandindo-se em seu ritmo mais lento desde o primeiro trimestre de 2009.

O crescimento do PIB desacelerou a partir do aumento de 8,9% registrado no quarto trimestre de 2011 e ficou abaixo da previsão média de 8,3% feita por 15 economistas consultados pela Dow Jones.

China enfrenta inflação e riscos ao crescimento, diz premiê

Economistas disseram, antes do anúncio, que a desaceleração econômica da China continua, em meio à fraca demanda mundial e com a redução na venda de imóveis. "A economia nacional se estabilizou e manteve um crescimento estável e relativamente rápido", em palavras do porta-voz do NBS (Birô Nacional de Estatísticas), Sheng Laiyun.

A situação provavelmente irá desencadear uma ação política - como o corte no compulsório dos bancos, por exemplo.

O Governo da China prevê que sua economia, que cresceu 9,2% em 2011, reduzirá o ritmo e avançará 7,5% ao final de 2012, embora organismos como o Banco Mundial (BM) e o Banco Asiático de Desenvolvimento (BAD) esperem um crescimento maior, entre 8,2% e 8,5%.

A instituição de estatísticas chinesa também publicou nesta sexta-feira outros indicadores macroeconômicos, como o investimento em ativos fixos, que entre janeiro e março de 2012 ascendeu a 4,78 trilhões de iuanes (US$ 758 bilhões), um crescimento anualizado de 20,9%.

Dentro deste segmento, o NBS destacou a alta de 23,5% no setor imobiliário, onde Pequim continua temendo uma espiral inflacionária. Por outro lado, as vendas a varejo, principal indicador do consumo, alcançaram 4,93 trilhões de iuanes (US$ 782 bilhões), o que representou um avanço de 14,8% com relação ao primeiro trimestre de 2011.

Quanto à produção industrial, o valor agregado das empresas manufatureiras estudadas pelo NBS cresceu 11,6% na comparação anualizada.

*Com informações da AE e EFE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.