Tamanho do texto

SÃO PAULO - Os preços do petróleo fecharam com alta significativa nesta jornada, no maior nível em mais de três meses. O mercado retomou o otimismo após os Estados Unidos apontarem melhora em indicadores de construção.

Nem mesmo previsões de aumento dos estoques de petróleo na semana passada inverteram o rumo das cotações do produto.

O contrato de WTI negociado para o mês de abril em Nova York subiu US$ 1,81, para US$ 49,16. O contrato para maio fechou a US$ 50,04, com valorização de US$ 1,99. Em Londres, o barril de Brent para maio avançou US$ 1,78, para US$ 48,24. O vencimento para o mês seguinte encerrou cotado a US$ 49,61, com alta de US$ 1,92.

Os agentes deram especial atenção para o aumento de 22% na construção de novas casas no mês de fevereiro, uma surpresa para o mercado. Analistas também afirmam que a proximidade da expiração dos contratos mais curtos contribuiu para o rali, como tem ocorrido nos últimos meses.

Os investidores também tomaram nota da estimativa de aumento das reservas americanas de óleo cru em 2 milhões de barris na semana passada. O relatório será divulgado amanhã pelo Departamento de Energia dos Estados Unidos.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.