Tamanho do texto

Os contratos futuros do petróleo sobem mais de 4% na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês), acompanhando o movimento de alta nos mercados de ações, a desvalorização do dólar em relação ao euro e recebendo leve suporte dos indícios de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) está cumprindo os cortes de produção anunciados no final do ano passado. Às 14h05 (de Brasília), os contratos do petróleo para março negociados na Nymex avançavam US$ 1,91, ou 4,11%, para US$ 48,38 o barril.

Em Londres, os contratos do petróleo tipo Brent para março ganhavam US$ 0,92, ou 1,90%, para US$ 49,29 o barril.

De acordo com a consultoria Petrologistics, a produção de petróleo da Opep em janeiro caiu 1,5 milhão de barris em comparação a dezembro, ou o equivalente a 68% do corte de produção anunciado pelo cartel no final de 2008.

"A má notícia é que provavelmente os cortes estão sendo cumpridos de forma rigorosa porque ninguém quer comprar petróleo", disse Phil Flynn, analista da Alaron Trading. "A Opep em breve não será importante a menos que o mercado acredite que a demanda vai se recuperar."

De acordo com Anthony Rosado, da GA Global, o petróleo pode chegar a US$ 50 o barril conforme o sentimento do mercado melhorar. "Ainda é cedo - será necessária uma junção de forças de outros mercados para impulsionar os preços, mas o sentimento está caminhando nesta direção." As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.