Tamanho do texto

Os preços dos contratos futuros do petróleo fecharam em baixa, mas perto da estabilidade, levemente pressionados por preocupações com o elevado volume de estoques da commodity nos EUA. O contrato do petróleo com vencimento em janeiro negociado na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês) caiu US$ 0,14, ou 0,18%, para US$ 76,46 por barril.

Na plataforma eletrônica de negociações ICE, o contrato do petróleo tipo Brent para janeiro subiu US$ 0,48, ou 0,6%, para US$ 78,36 por barril.

Segundo Andy Lebow, vice-presidente de energia da MF Global, os operadores "tentavam avaliar o grau de recuperação econômica em meio à fraqueza na demanda por petróleo apresentada ontem nos dados do Departamento de Energia dos EUA (DOE)".

Na quarta-feira, o DOE afirmou que os estoques norte-americanos de petróleo cresceram 2,091 milhões de barris e um aumento de quase 4 milhões de barris nos estoques de gasolina na semana encerrada em 27 de novembro. O órgão divulgou também que a demanda por petróleo no principal consumidor mundial caiu 3,2% em relação a igual período do ano passado.

O aumento nos estoques de petróleo, particularmente em Cushing - o ponto de entrega física da Nymex para os contratos de petróleo WTI e similares -, pesou sobre o contrato do petróleo para janeiro, aumentando o desconto em relação ao contrato com vencimento em fevereiro para US$ 1,78. "O excesso de estoques está crescendo a cada semana, indicando que os preços estão sobrevalorizados", disse Gene McGillian, analista da Tradition Energy.

Os indicadores econômicos divulgados hoje foram conflitantes e não ajudaram o mercado de petróleo a definir uma direção.

No lado positivo, o número de trabalhadores norte-americanos que entraram pela primeira vez com pedido de auxílio-desemprego caiu 5 mil, para 457 mil, após ajustes sazonais, na semana até 28 de novembro, informou o Departamento de Trabalho dos EUA.

No entanto, o índice sobre a atividade do setor de serviços do Instituto para Gestão de Oferta (ISM) caiu a 48,7 em novembro, de 50,6 em outubro, contrariando a previsão dos economistas, que esperavam aumento do índice para 51,5. A leitura, abaixo de 50, indica contração do setor. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas