Tamanho do texto

Os contratos futuros de petróleo fecharam em baixa na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês), pressionados pela fraca demanda, mas as preocupações relacionadas com a oferta de gasolina evitaram perdas mais acentuadas, segundo operadores e analistas. Na Nymex, os contratos de petróleo para março caíram US$ 0,72, ou 1,71%, e fecharam a US$ 41,44 por barril.

Incluindo as transações do sistema eletrônico Globex, a mínima foi de US$ 40,18 e a máxima, de US$ 42,32.

Embora a maior parte do mercado de energia tenha fechado perto da estabilidade, os contratos futuros de gasolina dispararam, com os contratos para fevereiro fechando em US$ 1,2309 por galão, com uma alta de US$ 0,0474, ou 4,01%. Os operadores começaram a precificar a possibilidade de as baixas taxas de ocupação da capacidade das refinarias resultarem em um cenário de oferta apertada de gasolina, quando a demanda acelerar nos meses de primavera e verão.

A taxa de ocupação da capacidade instalada das refinarias pode chegar a cair abaixo de 70% em alguns momentos nos próximos meses em virtude da combinação de fraca demanda e trabalhos de manutenção sazonais, escreveu Jan Stuart, economista do UBS, em nota para clientes. Taxas tão baixas não são vistas nos EUA, exceto após a ocorrência de um furacão.

Na ICE Futures, em Londres, os contratos de petróleo Brent para março subiram US$ 0,50, ou 1,11%, e fecharam a US$ 45,40 por barril. A mínima foi de US$ 44,00 e a máxima, de US$ 46,06. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.