Tamanho do texto

SÃO PAULO - Os contratos futuros de petróleo fecharam em alta hoje, com a perspectiva de que o governo dos EUA divulgue nas próximas semanas um novo plano de resgate ao sistema financeiro norte-americano e de que o câmara dos deputados dos Estados Unidos aprove ainda hoje o pacote de estímulo fiscal de US$ 825 bilhões do governo Obama. O contrato de WTI negociado para o mês de março em Nova York subiu US$ 0,58, para US$ 42,16. O vencimento para abril fechou a US$ 44,90, com avanço de US$ 1,17.

Em Londres, o barril de Brent para o mês de março teve alta também de US$ 1,17, para US$ 44,90. O contrato para o mês seguinte fechou a US$ 47,14, com valorização de US$ 1,18.

O movimento de alta foi reforçado após o Federal Reserve afirmar no fim da tarde que está pronto para começar a comprar títulos de dívida de longo prazo emitidos pelo Tesouro dos EUA, o que ajudaria a baixar os juros de longo prazo.

Essas medidas de estímulo econômico podem reforçar a demanda, o que é um fator de pressão de alta para os preços do petróleo.

Essa perspectiva foi suficiente para compensar o impacto contrário do anúncio de crescimento maior do que o esperado dos estoques da commodity nos EUA. Segundo o Departamento de Energia daquele país, as reservas de óleo cru saltaram em 6,2 milhões de barris na semana encerrada no dia 23 deste mês, bem acima do esperado, de 2,8 milhões.

Conforme o boletim, as reservas de gasolina cederam em 100 mil barris enquanto alguns analistas esperavam elevação.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.