Tamanho do texto

SÃO PAULO - Os preços do petróleo encerraram a semana em queda, acompanhando o sentimento de aversão ao risco dos mercados. Esta foi a quarta sessão em que a commodity apresentou desvalorização.

Em Nova York, o WTI com entrega em junho recuou US$ 2,00, cotado a US$ 75,11. O contrato de julho marcou US$ 78,51, recuo de US$ 1,67. Em Londres, o Brent para junho perdeu US$ 1,56, para US$ 78,27. O vencimento de julho fechou a US$ 79,34, decréscimo de US$ 1,55. Os dados sobre o mercado de trabalho nos EUA recebidos pelos investidores não foram suficientes para dar fôlego aos mercados fragilizados. Segundo o Departamento do Trabalho dos EUA, em abril, houve a criação de 290 mil postos de trabalho, acima do previsto por alguns economistas. A notícia foi superada pelas preocupações de que a dívida soberana da Grécia venha a desestabilizar ainda mais o restante das economias da Europa. Assim, o dólar apresentou valorização frente às principais moedas do globo na maior parte do pregão, já que os investidores, em momentos de tensão, passaram a buscar ativos mais seguros, desestimulando as negociações das commodities. (Vanessa Dezem | Valor com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.