Tamanho do texto

A empresa brasileira Petrobras continuará operando no Equador com um novo contrato depois de ter chegado a um princípio de acordo com o governo, que tenta desbloquear as negociações com outras multinacionais para aumentar as receitas do Estado, anunciaram as partes nesta quinta-feira.

A Petrobras decidiu "entrar diretamente no novo contrato (de prestação de serviços), situação que para nós é confortável", declarou o ministro de Minas e Petróleo, Galo Chiriboga, em uma entrevista coletiva à imprensa.

A empresa brasileira extrai atualmente cerca de 32.000 barris diários (b/d) de petróleo com um acordo de prestação de serviços, que a permitiu ficar com uma porcentagem do cru.

"Vamos continuar investindo no Equador tanto que neste momento estamos com planos para aumentar a produção em 5.000 b/d", disse Décio Oddone, diretor geral da Petrobras.

str/dm/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.