Tamanho do texto

Depois de ter descartado aumento da gasolina, Graça Foster afirmou que valor pode mudar quando houver explicação

A Petrobras avalia que poderá haver mudança de preço de combustível no mercado interno quando houver justificativa, disse a presidente da companhia, Maria das Graças Foster, em Brasília na saída de coletiva onde foram apresentados os resultados PAC.

Leia também:
Barril do petróleo pode chegar a US$ 200, prevê HSBC
Presidenta da Petrobras descarta aumento no preço da gasolina

"Não tem descarte de preço de combustível. Será ajustado no momento em que houver justificativa", afirmou ela a jornalistas, em Brasília, na saída de conferência de imprensa para apresentação de resultados PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

"Nosso investimento é de longo prazo e nossa política de preços também", acrescentou ela ao ser questionada sobre o assunto. Na última segunda-feira, a presidente da Petrobras afirmou que não há nenhuma ação em curso entre governo e a estatal para elevar os preços dos combustíveis.

A executiva, que prefere ser chamada de Graça Foster, disse ainda que o petróleo Brent, um dos indicadores utilizados para determinar o valor dos combustíveis, está no momento em um "pico" e não em novo patamar que justifique reajustes.

Os futuros do petróleo ultimamente têm sido sustentados por preocupações geopolíticas, com operadores temendo que as tensões entre o Ocidente e o Irã venham a resultar em uma interrupção do fornecimento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.