Tamanho do texto

Rio de Janeiro, 2 dez (EFE).- A Petrobras assinou hoje cinco contratos no valor total de R$ 8,9 bilhões destinados à construção da refinaria de Abreu e Lima (PE), projeto em sociedade com a estatal venezuelana PDVSA.

O maior dos contratos, de R$ 3,4 bilhões, estabelece a construção de quatro unidades de processamento de petróleo e foi assumido pelo consórcio Camargo Corrêa-CNC, informou a Petrobras em comunicado.

Outro contrato similar, de R$ 3,19 bilhões para a implantação de unidades de hidrotratamento de diesel e nafta e geração de hidrogênio, foi entregue ao consórcio Odebrecht-OAS.

A implantação das unidades de destilação atmosférica ficará a cargo do mesmo consórcio, em um contrato de R$ 1,48 bilhão.

O contrato para a construção de dutos para transportar o material ficou com o consórcio Conduto-Egesa, no valor de R$ 649 milhões.

O último contrato, de R$ 120 milhões para serviços de infraestrutura civil, foi assinado com o consórcio Construcap-Progen.

A refinaria de Abreu e Lima terá capacidade para processar 230 mil barris de petróleo por dia.

Os cinco contratos assinados hoje gerarão 12 mil empregos diretos, segundo dados fornecidos pela Petrobras. EFE wgm/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas