Tamanho do texto

Washington, 13 nov (EFE).- O número de pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos aumentou em 32 mil na semana passada e chegou a 516 mil, o nível mais alto desde setembro de 2001, informou hoje o Departamento de Trabalho americano.

O número de pessoas que estavam no seguro-desemprego na semana que terminou em 1º de novembro aumentou em 65 mil e chegou a 3,89 milhões, o nível mais alto desde 1983.

A média em quatro semanas dos novos pedidos, um indicador das tendências no desemprego, também registrou um marco ao subir para 491 mil, o número mais alto desde março de 1991.

Enquanto os números semanais de solicitações mostram a perda de empregos, as das pessoas que continuam recebendo o subsídio, pago pelos Governos dos estados, indicam a dificuldade para encontrar um novo emprego.

Nos EUA, o seguro-desemprego habitualmente se estende por 26 semanas para os trabalhadores que perderam o emprego por razões que não são de sua responsabilidade.

Uma nova lei estendeu o subsídio por outras 13 semanas sob um programa separado, que é do Governo federal.

Em outubro, de acordo com os números do Governo, o índice de desemprego chegou a 6,5%, o mais alto em 14 anos. EFE jab/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.