Tamanho do texto

SÃO PAULO - O número de recuperações judiciais requeridas por empresas somou 23 em fevereiro, o que denota queda de 62,3% em relação a igual período de 2009 e de 48,9% na comparação com janeiro, revelou uma pesquisa da Serasa Experian divulgada hoje. Segundo a Serasa, os dados mostram que o número de recuperações judiciais requeridas retornou ao patamar que era verificado antes da crise e sinaliza o aquecimento da economia. Por outro lado, o número de falências requeridas aumentou em fevereiro, na comparação com o mês anterior, passando de 132 para 157. No embate com o mesmo mês de 2009, entretanto, quando foram registrados 177 pedidos de falências, houve queda.

A maior incidência de requerimentos de falências em fevereiro se deu entre as micro e pequenas empresas, com 106 requerimentos. Entre as médias, somaram 36. Já entre as companhias de grande porte, 15 entraram com pedido de falência no mês da análise.

Ainda assim, a Serasa nota que o número de pedidos de falências por micro e pequenas empresas foi o menor para um mês de fevereiro desde 2005. Contra fevereiro de 2009, quando foram registrados 116 pedidos por empresas de micro e pequeno porte, a queda registrada foi de 8,6%.

As falências decretadas para empresas de todos os portes somaram 53 em fevereiro, contra 66 um ano antes e 69 em janeiro. O quadro geral, segundo os analistas, reflete a melhora no cenário da economia e das finanças dos consumidores, que reduz a inadimplência e, por consequência, fortalece a saúde financeira das empresas.

(Karin Sato | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.