Tamanho do texto

SÃO PAULO - O PC do B realiza amanhã, em Brasília, um ato de apoio à pré-candidatura de Dilma Rousseff (PT) à Presidência da República nas eleições deste ano. O evento terá a participação da petista e do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deve chegar depois das 18 horas para não infringir a legislação eleitoral que veda a participação de agentes públicos em cerimônias partidárias no horário de expediente. "A continuidade e o aprofundamento do ciclo aberto por Lula serão possíveis por meio da eleição de Dilma Rousseff. Ela se mostra preparada para isso e o PCdoB considera justo manifestar seu apoio neste momento", afirmou o presidente nacional da legenda, Renato Rabelo.

SÃO PAULO - O PC do B realiza amanhã, em Brasília, um ato de apoio à pré-candidatura de Dilma Rousseff (PT) à Presidência da República nas eleições deste ano. O evento terá a participação da petista e do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deve chegar depois das 18 horas para não infringir a legislação eleitoral que veda a participação de agentes públicos em cerimônias partidárias no horário de expediente. "A continuidade e o aprofundamento do ciclo aberto por Lula serão possíveis por meio da eleição de Dilma Rousseff. Ela se mostra preparada para isso e o PCdoB considera justo manifestar seu apoio neste momento", afirmou o presidente nacional da legenda, Renato Rabelo. O primeiro partido a oficializar apoio à pré-candidatura de Dilma foi o PR (Partido da República), na segunda-feira. A aliança com os republicanos, contudo, pode provocar fissuras nos palanques estaduais da base governista, sobretudo com o aliado PMDB. Em troca do apoio, por exemplo, o PR cobrou a participação de Lula e Dilma na campanha de Anthony Garotinho ao governo do Rio, contrariando o governador Sérgio Cabral (PMDB), candidato à reeleição. Já no Amazonas, o ex-ministro dos Transportes Alfredo Nascimento enfrentará Omar Aziz (PMN), que conta com o aval do ex-governador Eduardo Braga, que irá disputar uma vaga no Senado. Além do PR fazer parte da base, Nascimento ficou amigo pessoal de Dilma durante o período em que ocupou a pasta dos Transportes. (Fernando Taquari | Valor)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.