Tamanho do texto

São Paulo, 2 - A Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) irá inaugurar na sexta-feira os terminais públicos de fertilizantes e veículos. Em nota divulgada hoje, a administração portuária informou que o investimento de R$ 15 milhões nas obras serão cobertos com recursos do Porto de Paranaguá.

O novo terminal público de fertilizantes possuirá esteiras transportadoras ligando um silo pulmão à faixa portuária. As esteiras, com capacidade de movimentar mil toneladas por hora, vão retirar o produto direto dos porões dos navios e depositá-lo no silo, cuja capacidade será de 32 mil toneladas.

Atualmente, Paranaguá é a principal via de entrada de fertilizantes no Brasil. Em 2008, a movimentação no porto somou 5,9 milhões de toneladas, 25% menor do que o registrado em 2007. No total, o País importou 15,411 milhão de toneladas no ano passado, queda de 12% na comparação com o ano anterior. A retração foi provocada pela crise financeira internacional, que derrubou as importações do produto no último trimestre do ano passado.

O chefe de operações da Appa, Clauber Candian, explica que o novo sistema permitirá que o produto, ao ser retirado do porão do navio, seja pesado dentro do silo e depositado em caminhões que seguem para os armazéns de retroárea. "Com isso, evitamos que os caminhões entrem na área primária do Porto, facilitando e aumentando a vazão do produto", afirmou Candian em comunicado.

Outra vantagem, segundo a Appa, é a diminuição da suspensão da poeira produzida no momento da descarga do fertilizante. Com as esteiras, o produto não ficará mais exposto, o que causa riscos à saúde dos homens que trabalham na operação. Os guindastes que atualmente retiram o fertilizante dos porões dos navios darão lugar a um sistema de sucção, que evitará a dispersão do produto no ar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.