Tamanho do texto

Federação também projeta crescimento zero para a indústria nacional neste ano

selo

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) revisou a projeção para o crescimento do emprego na indústria de transformação paulista neste ano de 0,5% para zero. Contaram para a revisão do número do emprego industrial em fevereiro, que caiu 0,10% ante janeiro, pior resultado para o mês desde 2009 (-1,85%), além dos altos índices de estoque registrados no Estado neste início de ano.

A Fiesp também projeta para a indústria nacional crescimento zero em relação a 2011, repetindo o que aconteceu em 2011 sobre 2010, quando a indústria brasileira cresceu 0,2%. A entidade estima crescimento do PIB neste ano em 2,7%.

Segundo o diretor do Departamento de Pesquisa e Estudos Econômicos da Fiesp, Paulo Francini, o saldo de empregos de 2.500 gerados em fevereiro foi puxado pelo setor de açúcar e álcool, que gerou 6.682 postos de trabalho, enquanto o restante da indústria cortou 4.182 vagas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.