Tamanho do texto

O Brasil deverá atravessar a crise europeia "sem sentir absolutamente nada", previu ontem, em São Bernardo do Campo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Primeiro fico muito feliz.

O Brasil deverá atravessar a crise europeia "sem sentir absolutamente nada", previu ontem, em São Bernardo do Campo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Primeiro fico muito feliz. Nessa crise toda na Europa, o Brasil continua tranquilo, a nossa economia crescendo, inflação controlada. E penso que temos tudo para atravessar essa crise na Europa sem sentir absolutamente nada", disse Lula, depois de abrir a campanha nacional de vacinação dos idosos contra a gripe comum.

Em 2008, diante da crise econômica iniciada nos Estados Unidos, o presidente previra que, para o Brasil, a confusão nos mercados seria "uma marolinha". O presidente também afirmou que as autoridades europeias demoraram muito para tomar medidas após a crise de 2008, apesar de a Grécia já "estar na UTI". "Eu acho que eles estão demorando muito para tomar decisão, já faz algum tempo que a Grécia está na UTI, precisa dar logo um remédio", disse. "As pessoas não podem ficar regateando." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.