Tamanho do texto

Combo TV/internet/telefone foi fundamental para pressionar os preços do grupo Habitação, cuja elevação foi de 0,45

selo

O item combo de TV/internet/telefone liderou o ranking de pressões de alta para a inflação paulistana em julho, conforme levantamento divulgado nesta quinta-feira pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). No mês passado, o item subiu 24,34% e respondeu sozinho por 20% de toda a taxa de 0,30% registrada pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC). 

De acordo com o coordenador do índice, Antonio Evaldo Comune, a elevação nos preços do item foi motivada pela retirada de um "desconto que uma grande operadora" estava oferecendo aos seus clientes anteriormente. O combo é um dos novos itens que passaram a integrar o levantamento da Fipe desde a primeira semana de julho, depois da conclusão da nova Pesquisa de Orçamento Familiar (POF) da Fipe, que começou em outubro de 2008. 

O comportamento do combo TV/internet/telefone foi fundamental para pressionar os preços do grupo Habitação, cuja elevação, de 0,45% foi a que mais pressionou o IPC, entre os grupos pesquisados pela Fipe. Do mesmo grupo, a Fipe destacou o item energia elétrica, cujo avanço de 0,46% respondeu por 6% da taxa geral de inflação e colocou o item na sexta posição do ranking de altas. 

A segunda colocação do ranking ficou com o item contrato de assistência médica, cujo valor médio apresentou alta de 1,15%, e com o item lanche, que subiu 8,56%. Cada um destes itens respondeu por 13% do IPC de julho. Na sequência, ficaram o etanol, com alta de 4,89% e contribuição de 11% e a passagem aérea, com avanço de 3,82% e contribuição de 6%.