Tamanho do texto

O governo iraquiano estima que sejam necessários US$ 40 bilhões para bancar os investimentos na área de saneamento e habitação. "A guerra e o embargo comercial dos últimos 15 anos criaram muitas oportunidades de negócios", diz Jalal Chaya, presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil Iraque, que está promovendo encontros com empreiteiras brasileiras para convencê-los a investir no país.

O governo iraquiano estima que sejam necessários US$ 40 bilhões para bancar os investimentos na área de saneamento e habitação. "A guerra e o embargo comercial dos últimos 15 anos criaram muitas oportunidades de negócios", diz Jalal Chaya, presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil Iraque, que está promovendo encontros com empreiteiras brasileiras para convencê-los a investir no país. "O problema é que os construtores temem a falta de segurança no Iraque" , diz Chaya. "Há regiões seguras no Iraque, nem tudo é Bagdá por lá." Para Chaya, um outro atrativo do mercado iraquiano são as oportunidades nos campos petrolíferos, cuja produção deve ser ampliada 2,5 milhões para 6 milhões de barris diários.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.