Tamanho do texto

Os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) examinarão na reunião extraordinária de 24 de outubro em Viena um corte de um a três milhões de barris diários em sua produção, declarou neste domingo o representante do Irã no cartel.

"Parece que na reunião de 24 de outubro será discutida uma queda do limite de produção de um a três milhões de barris diários" em Viena, declarou Mohammad Ali Jatibi, citado pela agência Mehr.

O cartel produz atualmente 28,8 milhões de barris de petróleo diários.

"Nosso ministro manifestará nossa posição, mas o Irã quer um corte da produção e a estabilidade do mercado petroleiro", acrescentou Jatibi.

Frente à queda dos preços do cru, a Opep decidiu adiantar a realização de uma reunião extraordinária no dia 24 de outubro.

O preço do barril, que chegou a 147 dólares em julho, se manteve próximo dos 70 dólares na semana passada por causa da crise financeira mundial, que gera o temor de uma recessão econômica e de uma queda na demanda.

O ministro qatari da Energia, Abdallah Ben Hamad al-Atiya, declarou na sexta-feira que a Opep decidiria reduzir a produção em pelo menos um milhão de barris diários nessa reunião.

sgh/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.