Tamanho do texto

Organização estima que País crescerá 2,7%, frente à previsão anterior de 5,3%; já PIB mundial avançará 2,6%

A Organização das Nações Unidas reduziu acentuadamente sua projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil neste ano, para 2,7%, de acordo com relatório sobre a perspectiva econômica global divulgado nesta terça-feira.

Em junho do ano passado, a ONU havia previsto uma expansão de 5,3% para a economia brasileira em 2012. A estimativa para 2011 também diminuiu, passando de 5,1% para 3,7%. Para 2013, a ONU prevê crescimento de 3,8%. A América do Sul, de maneira geral, deverá sair-se melhor, de acordo com as previsões da ONU, crescendo 4,6% em 2011, 3,6% em 2012 e 4,5% em 2013.

Leia mais : PIB da América Latina e Caribe crescerá 3,3% em 2012

Houve uma piora generalizada das estimativas da ONU para as principais economias do mundo em relação ao que era esperado em junho do ano passado. A organização estima que o PIB mundial avançará 2,6% neste ano, 1,0 ponto porcentual a menos do que previa em junho, e 3,2% em 2013.

A previsão para o crescimento dos EUA neste ano diminuiu em 1,3 ponto, para 1,5%; para a zona do euro a ONU projeta um crescimento de 0,4% em 2012 e para a China, de 8,7%. "Depois de dois anos de uma recuperação fraca e desequilibrada da crise financeira global, a economia mundial está à beira de mais uma importante contração", disse a ONU.

Veja mais :

Custo de vida do Brasil supera o dos EUA

PIB crescerá entre 4% e 5% neste ano, diz secretário

"Os riscos de uma recessão de duplo mergulho aumentaram". A organização acrescentou que o crescimento que prevê está longe de ser suficiente para o enfrentamento da crise de emprego nos países desenvolvidos e puxará para baixo a expansão da renda nos países em desenvolvimento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.