Tamanho do texto

Londres, 24 mar (EFE).- Mais de 130 organizações políticas, sindicais e humanitárias se uniram pela primeira vez no Reino Unido para pedir ao Grupo dos Vinte (G20, que reúne os países mais ricos e principais emergentes) que coloque os indivíduos à frente de suas medidas.

O objetivo é promover a criação de empregos, defendendo a justiça social e promovendo um sistema econômico que respeite o meio ambiente.

Este movimento social, unido sob o lema de "Put people first" ("Coloque as pessoas em primeiro lugar"), organizou uma manifestação para o próximo sábado - às vésperas da cúpula do G20, em 2 de abril, em Londres-, à qual devem assistir milhares de cidadãos de todo o país.

Um dos promotores da campanha é o Bretton Woods Project, um grupo de pressão criado em 1995 para acompanhar a atividade do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional (FMI), e que viu na atual crise financeira uma forma para promover a mudança.

"Com a explosão da crise, em setembro, vimos que havia uma oportunidade para impulsionar uma reforma da arquitetura do sistema financeiro, para torná-lo mais justo e suas instituições mais democráticas", disse à Agência Efe um dos responsáveis da organização, Peter Showler.

A crise financeira revelou muitos outros problemas globais, que reivindicarão cada uma das diferentes organizações que participarão do protesto, como a deterioração do planeta, a pobreza nos países em vias de desenvolvimento ou a desigualdade no comércio mundial.

O Greenpeace, por exemplo, levará a mensagem de que "qualquer medida de estímulo fiscal que for tomada" para incentivar o investimento público e a demanda "deve ter como objetivo a criação de postos de trabalho 'verdes' e cortar as emissões de dióxido de carbono", afirmou o porta-voz Graham Thompson.

Embora não pertençam estritamente ao movimento, também participarão da passeata entre Embankment e Hyde Park grupos de esquerda revolucionários, associações de artistas anarquistas como rampART ou o grupo G20 Meltdown. EFE jm/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.