Tamanho do texto

O diretor-geral da OMC, Pascal Lamy, reconheceu nesta quarta-feira que persistem as divergências para concluir a Rodada de Doha, cujo atual ritmo de negociações não será suficiente para alcançar um acuerdo até o fim de 2010, como se pretende.

Após três dias de discussões entre ministros de mais de 100 países da Organização Mundial do Comércio (OMC), Lamy disse que março do próximo ano é o prazo limite para organizar uma reunião que estabeleça as bases para concluir as negociações de Doha em 2010.

"Continuam havendo divergências quanto ao número e à dimensão das questões pendentes para encerrar a Rodada", constatou Lamy, falando depois da reunião, em Genebra.

"Neste ritmo, terminar em 2010 vai ser um verdadeiro desafio. Esta é a razão para acelerar", acrescentou, destacando que é cedo demais para dizer o que faremos após esta conferência ministerial".

Os ministros presentes à reunião de Genebra reafirmaram seu compromisso para encerrar a Rodada de Doha, de liberalização do comércio mundial, até 2010. Lançada em 2001, com objetivo de conclusão em 2005, está bloqueada desde o ano passado.

mar/ap/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas