Tamanho do texto

Os acionistas da Oi aprovaram hoje alterações na oferta de debêntures da quinta emissão, com a realocação de garantia firme da operação prestada pelo Banco Santander Brasil e Banco BTG Pactual S.A.

em caráter não solidário entre eles e em valores iguais. Assim, o valor em garantia firme prestada na primeira série dos papéis será alterado de R$ 1,500 bilhão para R$ 1,800 bilhão. Já a segunda série passa de R$ 500 milhões para R$ 200 milhões.

Como resultado da realocação da garantia firme para cada uma das séries, a segunda série que era originalmente composta de no mínimo 50 mil debêntures passará a ser composta de no mínimo 20 mil papéis. O prazo da primeira série, por sua vez, será alterado de cinco para quatro anos.

Os demais termos da emissão seguem inalterados. A segunda série vence em 15 de janeiro de 2020. Conforme o prospecto preliminar disponível no site da empresa, a distribuição é de 225 mil debêntures, com valor nominal de R$ 10 mil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.