Tamanho do texto

Bruxelas, 11 jan (EFE).- A Comissão Européia (CE) afirmou hoje que a missão de vigilância do trânsito de gás russo através da Ucrânia já está praticamente posicionada, e afirmou que todas as condições apresentadas pelas partes foram cumpridas, por isto não há razão para atrasar mais o fornecimento.

Os observadores já começaram a trabalhar tanto em território russo como no ucraniano para comprovar a entrada de combustível desde a Rússia e sua posterior saída para os países receptores, que por enquanto continuam sofrendo o corte de gás.

Segundo um comunicado da Comissão Européia, há um grupo na estação de controle de Sudzha (Rússia), enquanto outra equipe chegou a Lugansk (Ucrânia) para vigiar as unidades de medição de gás em Pisarevka e em Sokhranovka.

Na fronteira ocidental do país, uma delegação da CE chegará nas próximas horas à usina de compressão de Orlovka, e outra equipe chegará em Uzhgorod, para atuar em Beregovo e Tekovo.

Um terceiro grupo está a caminho de Drozdowichi.

Estas equipes medirão os volumes de gás de saída da Ucrânia, uma vez que o fornecimento seja restabelecido. EFE met/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.