Tamanho do texto

Índice sobe 0,4 ponto em relação a janeiro e mostra moderação nos gastos

selo

O total de famílias paulistanas com algum tipo de dívida subiu 0,4 ponto porcentual em fevereiro na comparação com o mês anterior, mostra a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Em fevereiro, 42,8% das famílias estavam endividadas, ante 42,4% em janeiro. Na comparação com fevereiro do ano passado, porém, houve queda acentuada de 11 pontos porcentuais - o nível era de 53,8%.

De acordo com a FecomercioSP, o resultado de fevereiro mostra estabilidade na situação das famílias, sinal de que elas têm mantido os gastos moderados neste início de ano. Nos últimos três meses, a alta da Peic foi de apenas 1,5 ponto porcentual, avanço abaixo do previsto pela entidade. "Tradicionalmente, os consumidores gastam mais por ocasião do Natal e acumulam dívidas com as despesas de início de ano, como IPVA e material escolar", afirma a FecomercioSP, em nota. Entre dezembro de 2010 e fevereiro do ano passado, o acumulado foi de 8,1 pontos porcentuais.

Inadimplência

O total de famílias com contas em atraso atingiu 12,1%, alta de 1,6 ponto porcentual ante janeiro. Na comparação com fevereiro de 2011, porém, houve queda de 3,2 pontos porcentuais. A pesquisa apurou também que o número de famílias que não se veem em condições de pagar total ou parcialmente suas contas no próximo mês chegou a 3,9%, ante 3,1% verificado em janeiro. Em fevereiro do ano passado, esse porcentual era de 4,4%.

O principal tipo de dívida continua sendo o cartão de crédito: 67,5% das famílias paulistanas possuíam esse compromisso em fevereiro. O resultado mostra, no entanto, que houve queda em comparação aos 75% de janeiro. Em seguida aparecem carnês (24,5%), crédito pessoal (15,3%) e financiamento de carro (12,4%).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.