Tamanho do texto

A gigante do petróleo americana Chevron anunciou nesta quinta-feira que não tem condições de garantir as entregas de petróleo no terminal de Escravos, sul da Nigéria, em conseqüência dos ataques recentes contra suas infra-estruturas.

A Chevron declarou estado de força maior até o fim do ano para as exportações de petróleo a partir de Escravos, pelos danos sofridos em um oleoduto que transporta 90.000 barris por dias até o terminal, destacou um porta-voz da empresa.

"Estamos organizando os reparos necessários, mas é muito cedo para dizer quando estarão concluídos", disse a mesma fonte.

Oleodutos, equipamentos e funcionários das grandes empresas petroleiras que operam no sul na Nigéria são, há três anos, alvos freqüentes de ataques de grupos rebeldes, que alegam defender os interesses da população local.

joa/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.