Tamanho do texto

Na comparação entre Estados, Rio de Janeiro foi o que mais apresentou aumento

SÃO PAULO - O movimento de veículos em rodovias pedagiadas cresceu 0,5% em julho, em comparação ao mês anterior, segundo dados dessazonalizados do índice da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR). O aumento foi puxado pelos veículos pesados, já que o movimento de veículos leves apresentou queda de 0,1% no mês.

Segundo a consultoria Tendências, que elabora o índice em conjunto com a ABCR, a queda dos leves reflete um esfriamento do mercado de trabalho. "Esse dado pode apontar alguma fraqueza do mercado de trabalho, que afeta a movimentação dos veículos leves", diz Juan Jensen, economista da Tendências responsável pelo Índice ABCR, em texto publicado pela entidade.

"Por outro lado, o resultado praticamente estável dos leves pode indicar ainda que a renda, tão corroída pela inflação no começo do ano, volte a mostrar trajetória de alta", afirma. Já o fluxo de pesados avançou 1,7% em julho comparado ao mês anterior. "Essa movimentação indica um quadro de alguma recuperação da atividade industrial em julho em relação a junho", comenta. Segundo ele, em comparação a outros índices, o dado pode indicar que a queda na indústria em junho pode ter sido pontual.

Na comparação entre Estados, o Rio de Janeiro foi o que mais apresentou aumento, de acordo com o índice: 1% mais movimento no mês, frente a junho. Em seguida, estão o Paraná, com aumento de 0,3%; e São Paulo, com 0,1%. Entre os quatro estados pesquisados, o Rio Grande do Sul foi o único que apresentou queda: decréscimo de 0,1%. Os dados têm ajuste sazonal. Em relação ao mesmo período de 2010, o índice total apresentou elevação de 6,7%. O fluxo de veículos pesados cresceu 7,4% e o de leves apresentou alta de 6,5%. (Fábio Pupo| Valor)

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.