Tamanho do texto

SÃO PAULO - Em razão do impacto da crise econômica e com intuito de enxugar custos, a Motorola resolveu rever pacotes de benefícios e compensações para seus funcionários, incluindo altos executivos. A empresa congelou permanentemente seus depósitos nos fundos de pensão tradicional da empresa e suspendeu as complementações dos planos de previdências do tipo 401k. A empresa também vai reduzir o salário-base de seus dois co-executivos.

"A mudança na economia global requer que tomemos essas medidas difíceis, mas necessárias", declararam Greg Brown e Sanjay Jha, co-executivos da fabricante de celulares. Ambos aceitaram uma diminuição salarial de 25% em 2009. A maioria dos empregados da Motorola não terá aumento no próximo ano.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.