Tamanho do texto

O banco de negócios americano Morgan Stanley prevê demitir mais de 5% de seus 47 mil empregados, ou seja, mais de 2.300, e seu concorrente Goldman Sachs também estuda eventuais reduções de postos de trabalho, informa nesta sexta-feira o Wall Street Journal.

Morgan Stanley, que já havia demitido cerca de 7 mil trabalhadores em novembro de 2008, pode decidir por uma nova onda de demissões nas próximas semanas, indica o jornal econômico, citando pessoas ligadas à entidade.

Por sua vez, o Goldman Sachs, depois de reduzir 10% de seus efetivos em 2008 (mais de 3 mil empregos), estuda novas demissões, segundo o jornal, também citando fontes ligadas ao banco.

Leia mais sobre emprego

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.