Tamanho do texto

Rating ainda pode ser reduzido "se houver um enfraquecimento da disciplina fiscal no próximo ano"

selo

A agência de classificação de risco Moody's anunciou que atribuiu perspectiva negativa ao rating soberano dos EUA, atualmente em AAA, depois de o Congresso ter aprovado medidas para elevar o teto de endividamento e reduzir o déficit orçamentário do país.

Segundo a agência, as medidas são "um passo importante para atingir a consolidação fiscal no longo prazo e evitar um rebaixamento" na nota de crédito norte-americana, mas afirmou que o rating ainda pode ser reduzido "se houver um enfraquecimento da disciplina fiscal no próximo ano, se medidas de consolidação fiscal não forem implementadas até 2013, se o prognóstico econômico sofrer deterioração significativa ou se houver um aumento apreciável no custo de financiamento do governo".

No início de julho, a Moody's colocou o rating dos EUA em revisão para potencial rebaixamento por causa da pequena, porém crescente possibilidade de uma moratória do país naquele momento. A agência disse que o plano aprovado hoje pelo Congresso e já sancionado pelo presidente norte-americano, Barack Obama, virtualmente elimina o risco de um calote. Por isso, o rating AAA foi mantido.

A Moody's também reiterou a nota AAA de alguns títulos de Israel e do Egito que possuem como garantia os papéis da dívida dos EUA e que também haviam sido colocados em revisão para potencial rebaixamento no início de julho.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.